Como deixar um legado de mudança positiva – Coluna do Fran

June 14, 2017 3:50 pm

Com minhas viagens participando de dois programas de TV sempre vi muitos cenários de conflito, desastres naturais e locais que precisam de ajuda em suas mais básicas necessidades de infraestrutura. Era bom dar um retorno através de exibir seus problemas e questões para o publico brasileiro através de conteúdo pra TV, mas eu sentia que aquilo era muito fugaz. Ficava sempre a vontade de fazer algo mais impactante e de deixar um legado eficiente e contínuo para tantas pessoas que cruzavam meu caminho e faziam a diferença em minha vida com seus ensinamentos e exemplos de vida.

Foi então que conheci a Mari. E assim nasceu a VV, para cumprir essa minha angústia, por assim dizer. E foi perfeito!

A VV tornou-se a ferramenta perfeita, pois com ela conseguimos definir onde impactar, como, quais as necessidades de cada local, que tipo de ação executar… Tudo isso casado com a experiencia histórica, cultural, de quebra de paradigmas que toda viagem pode proporcionar. Além de tudo isso, conseguimos casar essas experiências com a parte turística de países incríveis! E pouco explorados! E esse legado da VV acaba se multiplicando centenas de vezes quando desenhamos um projeto como o VV Thinking!

Na semana passada inauguramos mais um Workshop #VVThinking! O tema dessa vez foi “Social Aid”, e coube a mim abrir com a “aula show” (no melhor estilo Ariano Suassuna) sobre Geopolítica em Zonas de Intervenção Humanitária. Para variar, a qualidade da turma ditou o ritmo do papo que abordou, além do tema central, questões como novo mercado de trabalho, metodologias de ensino, carreiras não-tradicionais, consumismo, meio-ambiente, capitalismo consciente, empreendedorismo no terceiro setor, quebra de preconceitos… Só para citar algumas. Um misto de intercâmbio de ideias, networking, brainstorm, terapia de grupo (é brincadeira) com uma galera que em comum tinha a vontade/desejo/necessidade de fazer a diferença tatuada na alma.

Não sei se é mais triste ou revigorante constatar como temos poucas (ou nenhuma) iniciativas pensando e debatendo o empreendedorismo social de maneira moderna, prática e estimulante. O mundo está mudando, a grande sacada é fazer parte dessa mudança para que ela seja positiva. O trabalho humanitário e o voluntariado não são apenas ferramentas para melhorar o mundo, mas para melhorar a nós mesmos. Como diz um dos slogans da nossa #VV: vem com a gente!

Muito orgulho ter a VV trilhando esse pioneiro caminho!